31.12.08

Apresentação

O portal de informações RB AMBIENTAL, projeto sem fins lucrativos, é a concretização de um sonho antigo de reunir num só sítio todas as informações de interesse dos Engenheiros Ambientais e demais, até então dispersas e pouco sistematizadas pelos diversos meios de comunicação do Brasil.

Inaugurado em 12 de março de 2008, o portal RB AMBIENTAL tem como objetivo principal divulgar e propagar notícias, eventos, livros eletrônicos, softwares livres, mapas, fotos, oportunidades de trabalho e até mesmo curiosidades e comunidades ambientais de interesse para a população da região do Distrito Federal - DF e entorno. Além disso, disponibiliza um banco de dados para cadastro profissional, fórum para discussão, espaço para divulgação de artigos, cultura, educação ambiental, compromisso ambiental financeiro, documentos, canais de cidadania, previsão do tempo, banco de currículos e, ainda, um espaço sistematizado para links interessantes, todos voltados para a questão ambiental.

A idéia inicial do portal RB AMBIENTAL surgiu desde o ano 2000 e foi estimulada pelos amigos da época de universidade, que incentivaram a todo momento a divulgação das notícias ambientais, mantida por muito tempo via correio eletrônico. A rede de contatos concebida desde o ingresso na universidade até os dias atuais foi imprescindível para a criação do projeto RB AMBIENTAL.

A Engenharia Ambiental é uma profissão recente e que está buscando seu espaço cada vez mais no DF e região do entorno. As primeiras turmas foram graduadas em 2003/2004 pela Universidade Católica de Brasília, única que oferece o curso de bacharelado da região. A categoria conta agora com o grande apoio da recém inaugurada Associação dos Profissionais de Engenharia Ambiental – ASPEA e, também, da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental do Distrito Federal – ABES/DF.

O Engenheiro Ambiental possui uma formação ampla, não restrita a uma área específica e que proporciona a interação entre as diversas áreas do meio ambiente. Ao mesmo tempo, esse profissional não se limita a apenas repetir um fazer rotineiro, mas exercita o espírito crítico e busca cada vez mais novas formas de atuação no mercado de trabalho.

O acesso à informação ambiental, tema de enorme relevância atual, é um dos principais desafios que se apresentam à sociedade brasileira. Para que se alcance o pleno desenvolvimento da cidadania ambiental no mundo é fundamental promover a democratização da informação ambiental.

Lideranças da sociedade civil organizada já revelam sua preocupação com a falta de informação ambiental a ponto de incluí-la, ao lado da educação ambiental, entre os principais problemas ambientais brasileiros. Uma pesquisa de opinião realizada em 2005, durante a II Conferência Nacional de Meio Ambiente, apontou que a falta de informação sobre Meio Ambiente e Educação Ambiental representam cerca de 11% dos problemas ambientais desse país. O projeto RB AMBIENTAL foi concebido justamente para suprir essa carência.

O portal RB AMBIENTAL agradece a todos aqueles – sejam instituições, engenheiros, jornalistas, amigos, familiares e demais – que, direta ou indiretamente, contribuíram ou venham a contribuir para esse honroso projeto.

Sejam Bem-Vindos ao portal de informações RB AMBIENTAL!!!

Autor do Projeto RB AMBIENTAL

29.12.08

Concurso da ANTAQ 2009

Concurso da Agência Nacional de Transportes Aquaviários - ANTAQ 2009

Cargo: Especialista em Regulação de Serviços de Transportes Aquaviários

ESPECIALIDADE: ENGENHARIA AMBIENTAL OU BIOLOGIA
Remuneração: R$ 8.389,60
Vagas: 02 (duas)
Lotação: Brasília/DF

Inscrição: de 12 de janeiro a 10 de fevereiro de 2009
Provas Objetiva e Discursiva: 15/03/2009

Edital
clique aqui

Oportunidades de Emprego e Estágio

Soma Desenvolvimento Humano

Sediada em Brasília-DF, a Soma Desenvolvimento Humano foi fundada em janeiro de 1998 com o objetivo de prestar serviços de recrutamento e seleção de pessoal, hunting e seleção de executivos. Posteriormente o Grupo Soma ampliou suas atividades passando a prestar serviços também em treinamento e desenvolvimento, cargos e salários, terceirização de serviços especializados e na contratação de mão-de-obra temporária.

Para cadastrar seu currículo no Banco de Talentos Soma clique aqui.


CNI - Banco de Talentos

O Sistema Indústria visa atração, retenção e desenvolvimento de profissionais com elevada performance, alinhados com os valores, princípios e resultados dos respectivos negócios de cada uma de suas Entidades:

- CNI (Confederação Nacional da Indústria)
- SESI (Serviço Social da Indústria) - Departamento Nacional
- SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) - Departamento Nacional
- IEL (Instituto Euvaldo Lodi) - Núcleo Central

Para cadastrar seu currículo no Sistema CNI
clique aqui.


Só Talentos

A empresa Só Talentos, sediada em São Paulo, faz o recrutamento e seleção de jovens talentos para Programas de Estágio e Trainee em todo o Brasil. A Só Talentos possui parceria com grandes empresas e não há custo para manter o currículo em seu banco de dados.

Para cadastrar seu currículo na Só Talentos clique aqui.


DM Recursos Humanos

O Grupo DMRH é uma Consultoria de Recursos Humanos que atua desde 1988 e possui 2 parcerias internacionais. Foi a pioneira em seleção por competências e hoje é constituída por 4 divisões. Uma delas é a Cia de TALENTOS, que faz programas de trainees, estagiários e MBA's desde sua criação, divulgação, triagem, recrutamento e seleção até o desenvolvimento do programa de atuação desses jovens dentro da empresa.

Para acessar as oportunidade da DMRH clique aqui.


CIEE - Centro de Integração Empresa Escola clique aqui

NUBE - Núcleo Brasileiro de Estágios clique aqui

IF Estágio - Instituto Fecomércio DF clique aqui

BRED - Bolsas de Estudo e Estágio clique aqui

Curricukum Networks - Feira Virtual de Trainees e Estagiários clique aqui

15.12.08

Empresas poluidoras no Paraná terão de contratar responsável técnico ambiental

No dia 3 passado, a Assembléia Legislativa do Paraná aprovou, por unanimidade, um Projeto de Lei – 508/2007 - no qual deveriam se inspirar os demais Estados do país. Por seus termos, as empresas potencialmente poluidoras ficam obrigadas a contratar pelo menos um responsável técnico ambiental, que poderá ser técnico em meio ambiente, engenheiro ambiental ou engenheiro químico com especialização em segurança ambiental.

Para os fins previstos na lei consideram-se potencialmente poluidoras as empresas, e as atividades desenvolvidas por elas, conforme Tabela de Atividade Potencialmente Poluidora do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O projeto estabelece ainda que, cessada a assistência técnica pelo término do contrato, rescisão do contrato de trabalho ou pela vontade das partes, o responsável técnico ambiental responderá pelos atos praticados durante o período em que estava vigente a relação contratual. Ao profissional, caberá produzir programas que garantam, tanto quanto possível, as condições de segurança ambiental, trabalhando na prevenção de acidentes e nas medidas emergenciais relacionadas a esse tipo de ocorrência.

Além disso, o responsável técnico deverá assegurar, por meio de laudos periódicos, que o plano está sendo cumprido e que não há contaminação do meio ambiente pelos efluentes potencialmente poluidores;

Em caso negativo - o plano não tiver sido cumprido ou não tiver sido suficiente para a contenção dos efluentes poluidores -, o responsável técnico deverá dimensionar os danos, apresentar o laudo com o resultado ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e à Secreta¬ria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA), contendo, também, as medidas de compensação e de contenção do dano.

O não cumprimento da lei implicará em multa de R$ 5 mil por empregado da empresa, por mês, até a regularização. O valor recolhido irá para o Fundo Estadual de Meio Ambiente. O projeto deve ser regularizado pelo Executivo em dois meses e as empresas têm 120 dias para se adequar a seus termos.

Em sua justificativa, o autor do PL, deputado Luiz Eduardo Cheida, lembra que o Paraná já foi palco de acidentes ambientais de proporções alarmantes – em 2005, registrou 127; em 2006, 197.

“Se as empresas que foram agentes desses acidentes ambientais tivessem contratado um técnico ambiental e este elaborasse um programa de prevenção, muito da degradação e de dano ambiental já seria evitado”, diz Cheida.

“A medida garantirá que o estado do Paraná diminua o número de acidentes com passivos ambientais, um controle sobre a emissão desses poluentes e a garantia de responsabilização em casos de acidentes”, resume.

Para a assessora jurídica do parlamentar, a advogada Alessandra Galli, o projeto do responsável técnico ambiental traz em seu bojo mais um mérito significativo. “Ele irá gerar novos postos especializados de trabalho, o que, em meio à crise, é uma ótima notícia não apenas para o meio ambiente, mas também para as pessoas”, disse ela a AmbienteBrasil.

Conheça o Projeto de Lei nº 508/07 clique aqui

Fonte: Mônica Pinto / AmbienteBrasil

IBGE: 90% dos municípios brasileiros desrespeitam o meio ambiente

Um relatório do IBGE revela que nove em cada 10 cidades brasileiras apresentam um grave quadro de desrespeito à natureza

Pelo menos 90% dos 5.564 municípios brasileiros sofrem degradações ambientais graves e freqüentes. As queimadas, o desmatamento e o assoreamento de rios, lagos ou represas são as ocorrências mais registradas — estão presentes em cerca de 54% das cidades. Apesar da extensão do problema, os municípios ainda caminham a passos lentos para impedir a degradação da natureza e recuperar o que já foi perdido. Só 18,7% deles contam com três instrumentos fundamentais para enfrentar o desafio ambiental: uma secretaria ou um departamento exclusivo para o tema dentro das prefeituras, destinação de recursos específicos e conselhos municipais em funcionamento pleno.

Os dados fazem parte da 7ª edição da Pesquisa de Informações Municipais (Munic), divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Sete municípios apresentaram o pior quadro do Brasil — Bannach (PA), Marabá (PA), Tupiratins (TO), Bela Cruz (CE), Santa Maria da Serra (SP), Novo Machado (RS) e Luziânia (GO) —, com registro das nove degradações analisadas na pesquisa do IBGE. Além de queimadas, desmatamento e assoreamento, foram verificados poluição e escassez de água, contaminação do solo, poluição do ar, degradação de áreas legalmente protegidas e alterações que prejudicam a paisagem.

Wilma do Lago, gerente de gestão de recursos hídricos da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Luziânia, a pouco mais de 60km de Brasília, lembra que a própria história do município contribui para o quadro de devastação atual. “Nosso histórico começa com a exploração de ouro, de areia. Veja que, durante anos, Luziânia foi o maior município do estado de Goiás, antes de ser desmembrado. Então, houve uma corrida desordenada, principalmente na época da construção de Brasília, por terras aqui. Muitos loteamentos foram criados aleatoriamente. Nem havia licença naquela época, e hoje temos o passivo ambiental disso tudo”, afirma Wilma.

Ela destaca que, apesar dos problemas herdados, há desafios atuais, tais como grandes empresas instaladas no município e duas hidrelétricas — Corumbá 4, já em operação, e Corumbá 3, em fase final de implantação. São oito fiscais em Luziânia, que tem quase 4 mil quilômetros quadrados e mais de mil fazendas. A Secretaria de Meio Ambiente foi criada em junho de 2003. Em situação pior estão 20% dos municípios brasileiros, que não contam com uma pasta específica para o tema. Recursos específicos só estão disponíveis em menos de 40% das cidades. Dos 47,6% que têm Conselho Municipal de Meio Ambiente, 30% estão com os colegiados inativos.

“Esse quadro é grave, porque o Sistema Nacional de Meio Ambiente foi organizado de tal forma que os municípios tivessem um papel muito importante nessa questão. Mas é flagrante a falta de preparo. Sabemos que um projeto só consegue dar certo se contar com a participação da sociedade, o que é impossível com uma quantidade mínima de municípios que contam com os conselhos”, afirma Adriana Ramos, coordenadora do Instituto Socioambiental (ISA). As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste são as mais afetadas pelos impactos ambientais. Os estragos na natureza afetaram as condições de vida da população em 14,9% das cidades brasileiras.

Acesse a publicação completa clique aqui

Fonte: Correio Braziliense / IBGE

14.12.08

Educação Ambiental

“Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.” (Lei 9.795, de 27 de abril de 1999 – que institui a Política Nacional de Educação Ambiental). O portal RB AMBIENTAL disponibiliza este espaço para divulgação da Educação Ambiental.
SITES:
- Departamento de Educação Ambiental do MMA clique aqui
-
Sistema Brasileiro de Informação em Educação Ambiental - SIBEA clique aqui
- Instituto Brasileiro de Educação Ambiental - IBEAM clique aqui
- Rede Brasileira de Educação Ambiental - REBEA
clique aqui
- Portal Educacional - Campanha Planeta Terra
clique aqui
- Plenarinho - Câmara dos Deputados (Infanto-Juvenil)
clique aqui
- Reciclagem e Meio Ambiente - Recicloteca
clique aqui

- Sítio Geranium - Educação Socioambiental clique aqui
- Instituto de Educação Sociambiental - Iesambi clique aqui

- Projeto Minhocasa clique aqui

- Laboratório de Educação e Ambiente - USP clique aqui

- Projeto: As Aventuras de Leo e Juju - Infantil - Itá/SC clique aqui

- Projeto Preservar - Farmacotécnica - Brasília/DF clique aqui

- Revista Educação Ambiental em Ação clique aqui

- Pega Leve - WWF-Brasil clique aqui

- Coleciona - Revista do Educador Ambiental - MMA clique aqui
- Programa Criança Ecológica - SP clique aqui
- Coleção Consumo Sustentável e Ação 2009 - 5 Elementos clique aqui
- Projeto EHCO - IAP/Paraná clique aqui
- Programa de Educação Ambiental Compartilhado - RS clique aqui
-
Programa Viver Direito - TJDFT clique aqui
- Rede Mato-Grossense de Educação Ambiental - REMTEA clique aqui
- Mapas Mentais de Meio Ambiente clique aqui
- ENCEA - Comunicação e Educação Ambiental no SNUC clique aqui
- Vipal - Sementes de Atitude clique aqui
- Blog Águas Emendadas - Educação Ambiental clique aqui
- Projeto APA Gama Cabeça de Veado - UnB clique aqui
- Tetra Pak - Cultura Ambiental nas Escolas clique aqui
- Despoluir - Programa Ambiental do Transporte clique aqui
- Barco Tôa Tôa - Aulas dinâmicas no Lago Paranoá clique aqui
- Escola da Natureza - Brasília/DF clique aqui
- Mar de Brasília - Lago Paranoá clique aqui
- Meu Planeta - Minha Casa clique aqui
- Operação Cerrado - Aquanautas clique aqui 
- Portal Ambiental - TRE-RJ clique aqui
- Um pé de quê? Identifique uma árvore clique aqui
- Projeto Adasa na Escola - PAE clique aqui

DOCUMENTOS:
Programa Nacional de Educação Ambiental - ProNEA/MMA - 2005 clique aqui 6mb

Projeto Corredor Ecológico do Cerrado Paranã-Pireneus - IBAMA/JICA
- Livreto “Vamos Conhecer o Cerrado” clique aqui 10,4mb

- Manual Pedagógico clique aqui 360kb
Projeto Cultura Ambiental em Escolas da Tetra Pak
- A Embalagem e o Ambiente - Aluno clique aqui 800kb
- Meio Ambiente, Cidadania e Educação - Professor clique aqui 1,3mb
- Roteiro do vídeo “Quixote Reciclado” clique aqui 360kb

I Conferência Nacional da Juventude 2008 - Caderno Temático de Meio Ambiente clique aqui. 4,4mb
Projeto Cultural Guardiões da Biosfera (Infanto-Juvenil)
- Almanaque Cerrado clique aqui 3,7mb
- Vídeos clique aqui

Projeto Educando com a Horta Escolar - FNDE/MEC
- Horta Escolar clique aqui
- Orientações clique aqui
- Vídeo: "Aconteceu em Santo Antônio do Descoberto-GO" clique aqui

Projeto Douradinho (Infanto-Juvenil)
- Livro: "Amiga Lata, Amigo Rio" clique aqui 4,8mb
- Projeto do livro “Amiga Lata, Amigo Rio” clique aqui 300kb

Projeto Aquecedor Solar de Baixo Custo - ASBC - SoSol
- Manual do ASBC Escolar clique aqui online

Mundo em Quadrinhos - Editora (Infanto-Juvenil)
- Gibis e Cartilhas clique aqui

Fundação Educar DPaschoal
- Vários Livros Infantis clique aqui

WWF-Brasil
- Livro das Águas clique aqui

Cartilha: Incêndios Florestais - 2009 (IBRAM) clique aqui

Ecocidadão: Cadernos de Educação Ambiental - SP - 2008 clique aqui

Unesco
-
Second Collection of Good Practices: Education for Sustainable Development - 2009 clique aqui

Guia Prático para Reciclagem de Produtos de Informática (em inglês) - 2008 clique aqui

Livro: Os diferentes matizes da educação ambiental no Brasil: 1997-2007 - MMA 2008 clique aqui

Livro: Metodologia Participativa de Capacitação em Agroextrativismo no Cerrado - Ecodata 2008 clique aqui

Cartilha: Educação Ambiental - Mudança de Cultura - TCMSP clique aqui

Guia Caixa para uma Vida Melhor - CAIXA 2009 clique aqui

Cartilha: Pegada Ecológica: Qual é a sua? - INPE 2012 clique aqui


Livro: Educação Ambiental em Unidades de Conservação - ICMBIO 2016 clique aqui - Anexos clique aqui

Filme "A Lei da Água: Novo Código Florestal" 2015 clique aqui


JOGOS EDUCATIVOS:


Projeto Caminho das Águas – ANA/FRM

- Quebra-Cabeça clique aqui
- RPG clique aqui

Plenarinho - Câmara dos Deputados

- Jogo da Água clique aqui

Greenpeace
- Jogo Weather - Salve o Planeta das Mudanças Climáticas clique aqui
Agência Europeia do Ambiente
- Jogo Honoloko clique aqui

Eco Kids Brasil
- Jogos infantis (4 a 7 anos) clique aqui

WWF-Brasil
- Jogo Casa Eficiente - Consumo Consciente clique aqui

- Futuro em Suas Mãos - Preservação do Cerrado clique aqui

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...